segunda-feira, 28 de abril de 2008

Carga tributária consome metade da vida do brasileiro

Por Jorge Alexandre Machado

O Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário - IBPT revelou que, no Brasil, quem nascer em 2008 trabalhará metade da vida para pagar tributos. Segundo o estudo do IBPT, neste ano, o brasileiro trabalhará até 27 de maio somente para pagar impostos, taxas e contribuições.
Acrescenta que, em 1900, aqui no Brasil, a expectativa de vida era de 33,4 anos e a de pagamento de tributos de 3,92. Hoje o tempo de vida está estimado em 72,3 anos e o de pagamento de tributos calculado em 29,29 anos. Em 108 anos, enquanto a longevidade aumentou 116%, a expectativa de pagamento de tributos cresceu 245%.

As mordidas do leão ocorrem por meio do Imposto de Renda Pessoa Física, incidente sobre os rendimentos como salários e honorários, das contribuições previdenciárias e sindicais, daquelas que incidem sobre o consumo e já estão incluídas no preço dos produtos como o PIS, COFINS, ICMS, IPI, ISS, entre outros, e as relativas ao patrimônio, como, por exemplo, o IPVA e o IPTU, sem contar outras taxas e contribuições que tornam a carga tributária brasileira uma das mais elevadas em comparação com outros países.

Para efeito de comparação, a pesquisa realizou levantamento, em alguns países, dos dias em que se trabalha por lá para pagar os tributos devidos:



  • SUÉCIA - 185 dias

  • FRANÇA - 149 dias

  • ESPANHA - 137 dias

  • EUA - 102 dias

  • ARGENTINA - 97 dias

  • CHILE - 92 dias

  • MÉXICO - 91 dias


Nenhum comentário: