domingo, 11 de maio de 2008

Tuberculose tem 100 milhões de novos casos por ano

Por Jorge Alexandre Machado

De acordo com a Agência Fiocruz de Notícias, dois bilhões de pessoas em todo o mundo estão infectados pelo bacilo de Koch, o responsável pela tuberculose. O Brasil ocupa a 16a. posição na lista dos 22 países responsáveis por 80% do total de casos de tuberculose no mundo. Ele é o único das Américas a figurar neste ranking, que tem a Índia liderando, seguido de China, Indonésia, África do Sul e Nigéria.

Por aqui, estima-se um contingente de 50 milhões de infectados no país. Isso representa cerca de 111 mil novos casos, com 6 mil óbitos por ano. Segundo Dráurio Barreira, coordenador do Programa Nacional de Controle da Tuberculose, do Ministério da Saúde , "no Brasil, a tuberculose é a nona causa de internações causadas por doenças infecciosas (DI), a sétima em gastos com internações no SUS e a quarta causadora de mortes". O Rio de Janeiro é o estado com o maior número de casos, 12 mil por ano, e 85 doentes para cada 100 mil habitantes. Esse número representa mais que o dobro da média nacional, situado atualmente em 40,8 casos por 100 mil.

Esse cenário explica a prioridade que o governo brasileiro vem dando ao combate à doença, desde 2003. Segundo a Agência Fiocruz de Notícias, atualmente, o Ministério da Saúde calcula ter alcançado 70% de detecção da doença, enquanto a cura estaria em 77%. A agência acrescenta que o governo criou força-tarefa de consultores para estados e municípios no esforço de reduzir à metade o número de óbitos até 2010.

A tuberculose é uma doença infecciosa causada pelo Mycobacterium tuberculosis ou bacilo de Koch. Embora a tuberculose esteja associada com doença pulmonar, ela pode afetar outros órgãos, como os rins, os órgãos genitais, o intestino delgado, os ossos, entre outros. Em adultos tem maior incidência a tuberculose pulmonar, contraída pelo sistema respiratório. Em crianças, normalmente, a transmissão ocorre pela ingestão de leite de vaca contaminado.

Os sintomas assemelham-se aos da gripe ou do resfriado comum. Podem surgir febre, tosse seca, sudorese noturna e emagrecimento. Porém, existe um período de incubação que varia de seis semanas até muitas décadas, de acordo com as condições de saúde de cada pessoa. Para prevenir, é preciso aplicar nas crianças a vacina BCG, priorizar o consumo de leite pasteurizado ou fervido, além da melhoria das condições, especialmente, de habitação, trabalho e alimentação
.

Nenhum comentário: