sexta-feira, 29 de agosto de 2008

População do Brasil deixa de crescer em 2040

O IBGE divulgou hoje as estimativas das populações dos 5.565 municípios brasileiros em 1º de julho de 2008. O Brasil atingiu 189.612.814 cidadãos residentes. O número dobrou, em relação ao número de brasileiros do início da década de 70, pouco mais de 30 anos. Mas a previsão para daqui a 32 anos é de que a população deixe de crescer ao atingir 220 milhões, conforme prevê o coordenador de População e Indicadores Sociais do IBGE, Luiz Antônio Pinto de Oliveira.

Os seis municípios mais populosos foram São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Brasília, Fortaleza e Belo Horizonte. A capital federal, que estava em sexto lugar em 2000, subiu para quarto, com uma população estimada em 2,5 milhões. Belo Horizonte de quarto, em 2000, caiu para sexto, com 2,4 milhões, Os municípios menos populosos foram Borá em São Paulo com 884 habitantes e Serra da Saudade em Minas Gerais, com 889. As regiões com maior população são a Sudeste que tem 80,2 milhões de pessoas e a Nordeste, com 53 milhões.

Esse cenário será decorrente da queda da taxa de filhos por mulher, conhecida como taxa de fecundidade. Hoje a média é de 2 filhos por mulher. A previsão é de que em 2040 seja de 1,5. São Paulo e Rio de Janeiro já tem hoje taxas de fecundidade baixas e população mais idosa. No entanto, Brasília deverá crescer. "Brasília vai continuar crescendo, tem espaço para crescer e ela vai chegar daqui a 10, 15 anos a ser a terceira cidade do País em termos demográficos", afirmou Oliveira.

Nenhum comentário: